quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

O PS visto por Baptista-Bastos

Goste-se, ou não dele, Baptista-Bastos formula neste texto algumas questões importantes e que merecem análise detalhada. Ousemos falar aberta e claramente. Aquilo a que B-B chama “misticismo barroco” que resultados tem produzido para o País ensaiado por esta "gente de manejos burocráticos e de cerviz dobrada ante o Príncipe?Nada. Pior: tem cometido o mais condenável de todos os crimes: o socialicídio”. “O PS é uma desgraça e o Governo“socialista” uma miséria”…Não se sabe de que partido é o B-B., helàs…Vamos discutir em voz alta? Manuel Alegre tinha sido muito cauteloso na entrevista ao “Público”.

"OS SOCIALICIDAS
Vai por aí algum alvoroço com as declarações de Manuel Alegre sobre as derivas do PS. O PS já nasceu com derivas: basta atentar nos seus fundadores. Provinham, quase todos, do antifascismo, mas ética e ideologicamente eram diferentes. De católicos "progressistas" a ex-comunistas, até republicanos de traça jacobina, o PS foi, quase, um trâmite freudiano de adolescentes contra os pais. O que os impediu de compreender as mitologias da social-democracia, esta mesma diversamente interpretada e opostamente aplicada nos países escandinavos. Provinham de uma leitura catequista do marxismo, caldeada na experiência da República de Weimar.

Quando, no PREC, se gritava: "Partido Socialista, partido marxista!" - a exclamação estava a mais. A interrogação seria mais apropriada. O estribilho ficou mudo, quando Willy Brandt mandou dizer que as estentóricas frases eram estranhas à teologia do "socialismo democrático". Por essa época, Manuel Alegre, numa entrevista que lhe fiz, disse, dramático, que "a social-democracia era a grande gestora do capitalismo". Goste-se ou não dele, a verdade é que nunca foi ambidextro na forma de protestar.

Na realidade, há muitíssimo poucos socialistas no PS; no Governo, parece-me que nenhum. Observo aquelas figuras, marcadas por uma espécie de misticismo barroco, e pergunto-me: que tem feito pelo País esta gente de manejos burocráticos e de cerviz dobrada ante o Príncipe? Nada. Pior: tem cometido o mais condenável de todos os crimes - o socialicídio.

Não é de agora, o delito. Com José Sócrates, socialista de ocasião, propagandeou-se a "esquerda moderna" como justificação de todas as malfeitorias ideológicas, sociais, morais e éticas. Mas ele resulta de uma génese política malformada. As "tendências" no PS, desenvolvem-se, exclusivamente, com palavras e frases protocolares. E os poucos que pertencem a uma genealogia oposta são marginalizados ou tidos como anacronismos.

Há, nesta gente, falta de garra, de honra, de competência, de credibilidade, de integridade, de vergonha. Trabalhadores precários: 1 700 000. População empregada: 5,2 milhões de pessoas. Desempregada: cerca de meio milhão. Dois milhões de portugueses na faixa da pobreza. São conhecidos os vencimentos escandalosos, as mordomias, as pensões de reforma não apenas no "privado" como no "público". O regabofe na sociedade portuguesa é mais do que revoltante. O PS é uma desgraça. O Governo "socialista" uma miséria. E ambos têm de saciar imensos e sôfregos apetites.

Manuel Alegre repetiu o que se sabe - e que só o não sabe quem o não quer saber. Afinal, pouco se ambiciona do PS: apenas um bocadinho de socialismo."
Baptista-Bastos, Diário de Notícias de 13/02/2008

FAR

1 comentário:

Anónimo disse...

Armando: Temos e devemos que discutir tudo e todos. Se eu errar, se disser calinadas, quero que me critiquem e me mostrem o caminho.E se o não fizerem, eu vou chamar-vos a atenção para que o façam. Com frontalidade, com coragem e vontade de tentar perceber e avança! Claro, o B-B não tem a suave violência conceptual de um Eduardo Lourenço, nem o rigor e empertigamento do Boaventura Sousa Santos. Mas, no contexto microscópico lisboeta as suas pedradas são simbólicas e devem ser analisadas, de fio a pavio. Eu acho que a equipa José Sócrates está a desbaratar oportunidades sem fim. Fazendo esquecer que parecia ser uma máquina coesa e dinâmica, a fumegar de ideias e com os valores do Socialismo Democrático a serem revistos...e aumentados. Bom vento. FAR