sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Sobre a Bola de Ouro - visão de um tipo do contra

Eu não aguento o Cristiano Ronaldo. Pronto, já disse. Não o suporto.
Eu sei que o puto é um craque que faz impressão. O golo deste fim de semana é incompreensível. Mas eu sou teimoso e e um velho do Restelo (salve o que eu não gosto dos pastéis). Para mim devia haver uma lei que proibia a entrega de Bolas de Ouro a jogadores da Premier League. Eu sei que o futebol é engraçado de se ver, que é rápido e há grandes golos, mas aquilo soa-me sempre a falso. Fora Liverpool e o Chelsea (o de Mourinho, este, sinceramente, não tenho visto) ninguém defende. Não me lixem, ninguém defende a sério.
Lembro-me do último Milan - Man Utd para as meias da Champions. Fui ver a um centro comercial com sporttv e estava um fanático do Cristiano Ronaldo ao meu lado. Daqueles lagartos anormais que fazia "vrrrummmm" quando ele pegava na bola. Eu, doente, contorcia-me. Não me aguentei e quando Kaká pegou na bola larguei um cínico: "Lá vai o melhor do mundo". O lagarto pegou-se e chamou-me estúpido. O Kaká enfiou duas batatas e enfiou-lhe o estúpido num sítio que eu cá sei. Durante todo o jogo, Gattuso moveu uma marcação impiedosa a CR e cada vez que lhe roubava a bola eu fazia "vrrrummm" enquanto me ria. Fui para casa satisfeito e meti "Cristiano Ronaldo misses next match" no nick do Messenger só para chatear.
Eu não suporto estas parolices. É-me fácil admitir que hoje ninguém está em melhor forma e que o golo de livre é à Eusébio. Mas ser Bola de Ouro é mais que ser o melhor marcador na Premier League. É decidir quando a coisa é a sério (leia-se Champions e Europeu). Coisa que o Cristiano nunca fez. Os Bolas de Ouro decidem os jogos a sério, não os contra o Portmouth e contra o Reading.
Como tipo do contra, como mula teimosa Trapattonista, só dou o braço a torcer se o miúdo assim o fizer. E tenho a secreta esperança que este é dos poucos anos em que o português vai na pole position. Basta ver Pato no Milan para sentirmos que há já outro espectro Kaká-milanizado a rondar o prémio individual mais desejado. Se há coisa que me faria vomitar era ver Sócrates a dar os parabéns a Cristiano Ronaldo com o aval de todos os fãs da Selecção e do ceportém.
A Bola de Ouro não pode ser para gajos com penteados daqueles. Muito obrigado, Kaká.

2 comentários:

josé neves disse...

caro m.
quem não tem cabeça utiliza os pés, pensa e raciocina com os pés, a sua força humana caiu-lhe nos pés e na verga por isso é o jogador mais putanheiro de que há memoria. Só assim se explica que marque golos de livres como esse, pelo qual hoje, outro escriba mamão da futebolite nacional, lhe dá o titulo de melhor jogador português de sempre. Melhor jogador português?, mas ele nem sequer joga em Portugal, não se confronta com os portugueses do nosso futebol, como pode ser o melhor jogador português? Meus amigos dediquem-se a coisas sérias e deixem o país da bola entregue ao seu dono Uefa, o BCP europeu da bola.

Tárique disse...

vrrruuuummmm