quarta-feira, 16 de maio de 2007

O candidato que pode vencer a direita


Gosto da política pura e dura, de gente com cartão de militante, de opções partidárias. Gosto muito de Lisboa.

8 comentários:

Armando Rocheteau disse...

E também gosto muito de ler o João Gonçalves (Portugal dos Pequeninos) e o André Azevedo Alves (Insurgente) a fazerem campanha pela Helena Roseta (mulher de esquerda). A coisa vai! Salazar deve estar a retorcer-se na tumba.

Táxi Pluvioso disse...

O novo D. Sebastião socialista. Viva tartufo! Que a política "aquece". Quando isto é o melhor que o país produz está explicado o lugar na cauda da Europa.

Lisboa cheira a esgoto e a cadáver de S. Vicente.

Anónimo disse...

Finalmente, a esqueda não tem desculpa para ganhar Lisboa, com tão bons e numerosos candidtos na luta... Só espero que isto não divida o eleitorado de esquerda como aconteceu nas presidenciais e a direita ganhe!

Anónimo disse...

pois, então com o apoio desse grande político de esquerda que é o judíce...está visto que só com a CDU

Anónimo disse...

O António Costa deve estar farto das socraticises do engenheiro civil tecnico José Sócrtaes. Vai daí, pumba: saltou para o comboio a caminho do segundo maior ministério do país, a autarquia de Lisboa, trampolim para muitos voos. Em princípio, estou para ver como as coisas evoluem: Só que o JM Júdice, a propósito, apostava nos dois Antónios, o Gomes de Pinho (ex-CDS) e o Mega Ferreira( da zona do PS). O Armando Rocheteau parece-me, no entanto, muito entusiasmado e vai pedir conselhos a Noam Chomsky para decidir... FAR

FernandoRebelo disse...

Vivam Orlando da Costa e Maria Antónia!
O sacana do rebento deu-lhe para a sornice e andou pelo PS fora.
Fez-se ao aparelho e deixou-se ir...
Chegou.
Vai fazer o frete ao Sócrates e perder. Há-de atribuir o facto à cor da pele. O Júdice a apoiar. Eu votaria Ruben ou Helena. Um porque sim e ela pela coragem.O Sá Fernandes é o tio da treta.
Recordo, no entanto, um momento único vivido a bordo de um cacilheiro: o ex-ministro ou lá o que foi no consulado de Guterres que veio até Cacilhas com um bando de gente, entre os quais, fulgurantes moçoilas com ares executivos a fim de celebrar um fim de mandato. Elas a puxar pró excitado e ele a sentir-se adulado.
Saí do barco com uma inveja do caraças.
Tenho uma voz melhor que o António, sou incapaz de usar aqueles fatos e tenho uma figura muito mais esbelta. Aquelas boazonas todas iam jantar com o ex- Ministro de uma merda qualquer e eu ia enfiar-me na solidão do meu carro a caminho do meu subúrbio merdoso.
Os 'ínvios caminhos' acabam por se encontrar. O Sócrates crucifica o Costa em Lisboa.
Rio-me do Costa, apenas com inveja das boazonas...

Anónimo disse...

Eu até acho piada ao JM Júdice: a sua fulgurante, pensada, programada e vitoriosa metamorfose política. Só comparável à do Marcelo rebelo de Sousa, este mais lisboeta e diáfono, surreal e genial mesmo, por vezes. Aliàs, acho que já o disse, expresso, que os dois PSD´s,do melhor que tem o partido de Cavaco,o JMJ entregou há pouco o cartão,estão a preparar a sua corrida de fundo para a sucessao( no máximo em 2016) do actual inquilino de Belém. Por isso, a antecipação de JMJ em apoiar António Costa, é mais uma jogada de terreno/posição do Jogo do Ir amealhando solidariedades e ecletismos decisivos para se postular. O que fará Marcelo? FAR

lc disse...

factos são factos e política é outra merda qualquer:
O Judice gastou uma nota preta na criação de 2 dos mais caros e luxuosos restaurantes de Lisboa (o Eleven - em terrenos camarários do Parque Eduardo VII e o Terreiro do Paço no Wellcome Center da Câmara de Lisboa).
Estes negócios têm corrido muito mal e é preciso resguardar o futuro. Assim se o Costa,embora não seja um amigo do peito, ganhar, já se alarga o tempo para evitar a falência.