segunda-feira, 8 de março de 2010

À espera

A chuva teima em acinzentar-nos os dias e a amargar-nos a existência.
Não esquecemos os amigos. Mas as ruas conduzem-nos a casa. Encolhidos. Encharcados.
Saudosos do sol, com vontade de rever os amigos.
Conversas que estão à espera que as nuvens se dissipem, copos vazios esperando o momento do encontro.
Um abraço enxuto.

Sem comentários: