sexta-feira, 12 de março de 2010

Da Capital do Império

Alguém disse uma vez. Já não sei quem:
“Qualquer pessoa que tenha estado envolvida numa causa política - e coitado daquele que não tenha estado – conhece as pressões que o ardor político causa à honestidade intelectual. Quando se separa o universo em partes e se escolheu uma das partes, o melhor sinal de honestidade intelectual são as expressões de compreensão pelo outro lado e de antipatia pelo seu próprio lado”.
Tomei nota. Há muito tempo. Mas não tomei nota de quem o disse.
Abraços,

Da capital do Império

Jota Esse Erre

1 comentário:

Anónimo disse...

É um pensamento generoso, mas, com honestidade intelectual, o que acontece é a impossibilidade de desencantar expressões de compreensão pelo outro lado, mesmo sabendo imperfeito o seu próprio lado.