domingo, 14 de março de 2010

Como é diferente o riso em Portugal - 18 de Março nos Anos 60


ANOS 60

5ª feira, 18 de Março, pelas 22:30 horas


A Oficina de Teatro de Almada apresenta:
Como é diferente o riso em Portugal

Um recital de poesia composto por textos de:
Alberto Pimenta, Jorge de Sena, Mário – Henrique Leiria, Abade de Jazente, João de Deus, Mendes de Carvalho, Ruy Belo, Mário Cesariny, Armando Silva Carvalho, Ary dos Santos, Almada Negreiros, Fernando Assis Pacheco, Bocage, Luiz Pacheco e Bernardo Guimarães.

De que nos rimos, nós portugueses?
O que é que nos provoca o riso?
Uma coisa é certa: o riso em Portugal é mesmo diferente.


Bar Anos 60Largo do Terreirinho, nº 21, na Mouraria de Lisboa (à Rua dos Cavaleiros, junto ao Martins Moniz)

Espectáculo integrado nas comemorações do II Aniversário da Associação Renovar a Mouraria.

2 comentários:

Armando Rocheteau disse...

O recital será precedido de jantar, mas só janta quem quiser.

Teresa disse...

Como era inevitável, o recital de poesia satírica foi um sucesso.
Só fiz uma pequena observação ao Fernando Rebelo, é que o feminino não constava da lista de poetas.
Deixo um poema da Adília Lopes. Talvez, alguns dos seus poemas venham a ser incluídos em futuros recitais.

A propósito de estrelas

Não sei se me interessei pelo rapaz
por ele se interessar por estrelas
se me interessei por estrelas por me interessar
pelo rapaz hoje quando penso no rapaz
penso em estrelas e quando penso em estrelas
penso no rapaz como me parece
que me vou ocupar com estrelas
até ao fim dos meus dias parece-me que
não vou deixar de me interessar pelo rapaz
até ao fim dos meus dias
nunca saberei se me interesso por estrelas
se me interesso por um rapaz que se interessa
por estrelas já não me lembro
se vi primeiro as estrelas
se vi primeiro o rapaz
se quando vi o rapaz vi as estrelas

Adília Lopes