quarta-feira, 2 de abril de 2008

III - Zimbabué: Mugabe pode inclinar-se à pressão das armas

É um interminável e absurdo filme de horror: percentagens quase iguais de votantes para o ditador e Oposição, com ligeira vantagem desta no número de lugares ganhos para o Parlamento; recontagens alucinantes de votos e poucos casos de denúncia de "chapelada", assim resume hoje o NY Times o estado da situação no Zimbabué. Os planos para Mugabe instruir um "golpe de Estado" parecem estar afastados, de uma vez por todas.

Entretanto, o Presidente sul-africano, Mbeki, parece ter sido visto em Harare para ajudar a encontrar uma solução ao impasse político criado. Londres, Washington e Bruxelas aconselham Mugabe a resignar. As altas chefias do Exército e da Polícia tentam salvar a pele, e mostram-se abertas ao encontro de um entendimento com o líder da Oposição, Morgan Tsvangirai. A seguir…

FAR

Mugabe perdeu o parlamento, NY Times

2 comentários:

Anónimo disse...

A cena está para apodrecer e nesse pântano, claro como água, Mugabe e os seus esbirros vão tentar impôr um " desempate "/ segunda volta das Presidenciais. O pior é que o neo-ditador de 84 anos perdeu a maioria no Parlamento! Em seis linhas, o essencial da Informação recolhida no The Guardian e no NY Times.( Há quem se tenha inscrito agora no NY T: só para inglês-ver-ou má-consciência-da concorrência?!?) FAR

Anónimo disse...

Às 9H5O TMG, o NYT Online dava o MDC como vencedor das Parlamentares. 106 eleitos contra 93 do ZANU-PF, o partido de Mugabe. Imbróglio político-militar tenso num pais à beira do caos,da fome e da violência. FAR