sábado, 12 de abril de 2008

Terra

Somewildwish/26
Fotos: g.ludovice


Atear o impalpável dia.

Partir enfim, sempre amando no sobretudo incerto,

a simples alma de tudo, como se nela houvesse a real estadia!

(Um mimo à Múkua)

7 comentários:

Anónimo disse...

O Armando desapareceu?

Anónimo disse...

Parece que abriu a caça... uma penca caçou-o!

Anónimo disse...

O homem é um ser condenado à Liberdade(J.P Sartre) ! Quem anda para aí a verter lágrimas de crocodilo, que se assuma! Não discutimos a família, o marxismo-leninismo, a treta falsa patrioteira, os ecsemas fascistóides do direito ad aeternum ao coito, a repressão dos usos e costumes, o Estado( só para o destruir). E não gostamos nada de anónimos sem sentido algum!!! FAR

Anónimo disse...

FAR ao degredo, já!

Anónimo disse...

O FAR fala no plural... nós quem? Ele e que anónimos?

Anónimo disse...

Atirem o FAR à penca!

Anónimo disse...

"Cree el ladrón que todos son de su condición."