terça-feira, 13 de novembro de 2007

Janelas de Lisboa - ao actor Pedro Alpiarça

Há janelas em Lisboa,
tantas,
que através delas, por vezes,
um homem voa.

Quando não se pode mais.
Quando Lisboa se abre em janelas
e fecha as portas.

Sete colinas sete lugares altos
que convidam a saltos...

As janelas do desespero de Lisboa...
Do desespero em Lisboa.

As janelas que se abrem para mostrar
que não há esperança.

Voa.

Pensa que voas
homem - ave
efémera criatura
que desacreditou.

Atira-te das janelas que se abrem nesta Lisboa.

(Que não te soube merecer.)

1 comentário:

Gabriela Ludovice disse...

Existem janelas que dão para o chão.Porquê?