quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Do jornalismo a recibo verde

João Pacheco, jornalista do Público, ao ganhar o prémio revelação de Jornalismo Gazeta 2006, e na presença do Presidente da República e do ministro Santos Silva, disse isto:

«Não sei se é costume dedicar-se este prémio a alguém. mas vou dedicá-lo. A todos os jornalistas precários.
Passado um ano da publicação destas reportagens, após quase três anos de trabalho como jornalista, continuo a não ter qualquer contrato. Não tenho rendimento fixo, nem direito a férias, nem protecção na doença, nem quaisquer direitos caso venha a ter filhos.
Se a minha situação fosse uma excepção, não seria grave. Mas como é generalizada – no jornalismo e em quase todas as áreas profissionais – o que está em causa é a democracia. E no caso específico do jornalismo está em risco a liberdade de imprensa.»


O seu discurso integral aqui.

(Via Arrastão)

4 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Acabou-se o aborrecimento na Net. A partir de agora será fun fun fun...

O blogue, intitulado "Uma conversa mundial", proporá as reflexões do chefe da diplomacia britânica mas também as do secretário de Estado para os Assuntos Europeus, Jim Murphy. Será acessível no sítio do Ministério (www.fco.gov.uk)

Já o "Dipnote" do Departamento de Estado promete falar francamente sem a carga da linguagem diplomática e convida o público a discutir as questões quentes do mundo de hoje.
Para a inauguração do blogue, a questão colocada para abrir o debate era:"Quem deve ser autorizado a possuir a arma atómica?".
O endereço do blogue do Departamento de Estado é: http://blogs.state.gov

ivone disse...

Grande João Pacheco!
Ainda há homens no jornalismo!

mcorreia disse...

referi-te e disse da minha indignação

Filipe Castro disse...

Tigre!! Um com coragem e coluna vertebral!! Parabéns!!