domingo, 2 de dezembro de 2007

O Cais do Sodré

Há os que morrem de inveja, os que vivem de vigiar...
Há os que não viajam com medo de enjoar...
Há os que não conseguem viver de pé.

São os que vigiam e se agacham e acham que o melhor é fazer rusga no Cais do Sodré.

"Vamos à caça?", perguntou o intrujão.
"Vamos.", assentiu a família.
"Nada melhor que caçar nas bandas do Cais do Sodré.", afirmou o intrujão.
"Sobretudo para descredibilizar os sacanas dos grevistas", retorquiu a família.
"Bom, bom...", admoestou o intrujão.

Lá partiram rumo ao Cais do Sodré achando que na Cruzada pontuariam. Uma dezena de alcoolizados encontram.

O intrujão vocifera.

(pouco, porque um Mugabe se avizinha...)

2 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Estava a ver que ninguém falava da rusga.

Acho que aquilo foi muito curto. A bófia devia fechar Portugal e fazer uma rusga a sério. Quem sabe se não encontram a Maddie? E, como sou patriota nacionalista optimista, encontram o D. Sebastião de certeza!

Anónimo disse...

Viva Portugal!!!