sábado, 1 de dezembro de 2007

Conto que me perdoem

Voltei. Não trago boas notícias. O meu pai passou-se. Ontem foi comprar droga no café da esquina, “ O Central da...”, do nosso bairro. Eu e o meu irmão estamos desonrados. Já tinha ouvido falar do suicídio de classe, mas não estou preparada para viver com um burguês decadente. Que se lixe o marxismo. Onde estão privacidade e recato? E isto é cá por casa e pela vizinhança. Na madrugada de hoje apanhou com uma das novas rusgas socráticas e safou-se. Ali, ao Cais do Sodré, percebida a dimensão do aparato policial, o velho meteu a pedra na boca e, ao contrário de Demóstenes, calou-se com um sorriso de beatitude nos lábios. Velho, pior que um carocho, com sorte. Feito o desabafo vou voltar ao estudo dos códigos. Quando for dentro só lhe resta esta vossa,

Josina MacAdam
para o defender. Vivó Direito e a Democracia.

6 comentários:

zemari@ disse...

Ó Josina, sempre é melhor que uma vida rotineira e degenerativa.
Como um pêndulo: dodo - métro - boulot – dodo.
Até as meninges se liquefazem...

FernandoRebelo disse...

Josina, na manhã estremunhada da TSF ouvi a notícia. Temi o pior.
Ainda bem.
Agora estamos assim: guarda para o teu domicílio os teus prazeres.
A rua fica para os que te assaltam, etc.
Não saias para a rua.
Nós, os decadentes burgueses que ainda fazemos e vemos e vamos, por ex., ao teatro e, depois, vamos beber um copo... Como é que fazemos?...
"A rainha Camilla", um excelente livro de Sue Townsend. Lê. Não antes sem teres lido "A Rainha e eu", da mesma autora. Retratos daquilo a que estamos a chegar...

ivone disse...

Olá Josina, que bom estares de volta! Já tinha saudades tuas...

Anónimo disse...

Welcome back Miss MacAdam !
FFC

Anónimo disse...

Josina: Já leu o livro do Badiou sobre a nevrose Sarkosy?!? O que nós precisamos é de ler mais coisas da Josina MacAdam. Claro como o Desejo. FAR

Anónimo disse...

Grandes Josinas...
a minha sobrinha...
a 1ª mulher do Samora...
e agora tu... MacAdam!
Já passei por todas e
só a Machel não se safou!
Bem hajas e volta.
Gostamos de ti.