segunda-feira, 17 de maio de 2010

Boas vindas...

...À Sofia Aguarela, mais recente aquisição do 2+2=5!

(Este post tem os comentários fechados, a partir das 14:45 de 20 de Maio, por razões óbvias.)

31 comentários:

Anónimo disse...

Estão encerradas as aquisições?

Sofia Aguarela disse...

Muito obrigada, caros !
The pleasure is all mine.

Armando Rocheteau disse...

Às aquisições como a da Sofia nunca dizemos não. Quem tem qualidades como as dela é sempre bem-vindo.

apaixonada disse...

Armando lindo. Sempre a atacar!

Anónimo disse...

AQUISIÇÃO?!!! a minha prima se lhe chamassem aquisição fugia a 7 pés do galinheiro e ainda depenava uns galos anos...

Armando Rocheteau disse...

Peço desculpa à prima do anónimo que anda pelo galinheiro. Ou será peço desulpa ao anónimo que tem uma prima num galinheiro? Ele e a prima não serão aquisição do 2+2=5. Podem estar sossegados.

Apaixonada:
Serei lindo e estarei sempre a atacar. Mas se não sabe, fica a saber. Há anos que só ataco a mesma mulher. E atacar é usar um termo pesado.
Sublime a paixão e vai ver que se a vida não melhorar para si, pelo menos deixa de ser cusca e passa a ser mais delicada!
Gostei do lindo. Tenho de confessar.

Sofia Aguarela disse...

Aquisição é forma de expressão. Não faz mossa na cabeça nem no coração, só arranha a pele de quem tem balas na mão.

Anónimo disse...

mais poesia???? ÓOOOOOOOOOO NÃO!!!!!!!!

Sofia Aguarela disse...

Isto não é poesia. Nem é despoesia. Não é nada.

Armando Rocheteau disse...

Como dizia Reinaldo Ferreira, o nada é só o resto.
"Mínimo sou,mas quando ao nada empresto, a minha elementar realidade, o nada é só o resto".

ÓOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO Sim!
Aqui cada um é responsável pelo que escreve e tem toda a liberdade para isso. Não tem sequer que responder a anónimos.

Anónimo disse...

sofia, esqueça a poesia ou a despoesia, que para o caso é irrelevante. Deixe-me só dar-lhe um conselho, fará o que quiser com ele. Nunca deixe que lhe chamem aquisição. Nem a brincar!

André Carapinha disse...

Ó Anónimo, não se fosse dar o caso de eu saber muito bem que o seu negócio é a provocação, tinha de concluir que é completamente idiota. Felizmente não é o caso! É apenas intelctualmente desonesto, ao serviço de uma agendazinha ridícula que tem nessa cabecita, que passa apenas por desestabilizar este blogue, e por arrasto o Armando. Não tem mesmo nada de mais útil para fazer na sua vida?

apaixonada disse...

Querido Armando: então atacar é um termo pesado e afinal continuas a atacar!? Há anos que só atacas a mesma mulher? Andas sempre em contradição contigo próprio. E não tornes a chamar-me cusca. Sublimo a paixão e a vida corre-me muito bem. Se te lembrares, sempre fui muito delicada para contigo!

Anónimo disse...

ó sofia, nem sabe onde se meteu!
andré, estás a confundir-me com a apaixonada? desestabilizar o blogue? o armando quem?
a paranóia não se cura mas há medicamentos atenuantes, sabias?

Armando Rocheteau disse...

É só para dizer que há uma diferença entre uma caixa de comentários, que serve para se comentar um post e uma outra coisa que se chama correio pessoal.
Estou a ser delicado.

André Carapinha disse...

Anónimo(a) das 4:27: descansa, não te estou a confundir com ninguém. Para dizer a verdade, eu sei muito bem quem tu és. O anonimato na net é uma ilusão. Já tive oportunidade de to transmitir, embora não directamente, em tempos de outras polémicas.
Leia-se o meu post "Das "polémicas", reais ou inventadas" e está lá tudo, para quem souber e quiser entender.

apaixonada disse...

Delicadamente, o André deu as boas
vindas a uma nova colaboradora e o
Armando aproveitou logo para (insisto) atacar. Se fosse um guache ao invés duma aguarela, a pintura seria outra. E olha, Armando, perdoa-me se achas que não estou a ser correcta e delicada.

apaixonada disse...

Incorrecta.

JF disse...

Isto parece uma panela de pressão
sobre brasas. Tiram-lhe a tampa, os vapores libertam-se e o molho entorna-se. Calma, rapaziada!

Anónimo disse...

esta caixa de comentários atrai-me (já não posso dizer o mesmo do caçador de IPs André Carapinha)

Anónimo disse...

esta caixa de comentários atrai-me (já não posso dizer o mesmo do caçador de IPs André Carapinha)

Anónimo disse...

esta caixa de comentários atrai-me (já não posso dizer o mesmo do caçador de IPs André Carapinha)

Anónimo disse...

e até foi em duplicado (Vês como gosto de te facilitar a vida, ó grande democrata libertário mas que não resiste a cuscar IPs?)
e vão 3 e santa paciência!!!

Anónimo disse...

achas que com 3, identificas melhor o IP?

JF disse...

O que é um IP? Internado Psiquiátrico? Por favor digam-me quem é este anónimo esquizofrénico que se esqueceu de tomar a medicação. Arreda satanás!!!

Anónimo disse...

JF, IP é o número de identificação que fica registado nos documentos ultra-secretos que o administrador André Carapinha tem escondidos em local igualmente ultra-secreto - quando entram comentários (anónimos ou não)neste blog.
Vê-se bem que não percebe nada de alta tecnologia, ao invés do administrador.
Daí resulta, segundo o próprio, que ele conheça a minha identidade. A electrónica e, pelos vistos, a outra.
Quanto à duplicação excessiva dos comentários anteriores (na verdade só queria mandar 2 vezes num gesto que pretendi simpático e facilitador do trabalho árduo do pobre do administrador em cata de IPs)ficou a dever-se a uma esquizofrenia momentanea da máquina e não minha (eu sou apenas um, ao contrário do Pessoa).
De qualquer modo, e já que se mostra tão interesado na minha identidade, e agora que ficou esclarecido (espera-se) sobre a minha absoluta sanidade mental, aconselho-o a telefonar para o referido administrador que ele com certeza terá o maior prazer em fornecer-lhe a minha ID (não confundir com IP).
Espero ter-lhe sido útil. Mais alguma coisa, terei o maior prazer em enviar-lhes 3 ou 4 links de páginas que explicam tudo sobre IPs

André Carapinha disse...

Cai a máscara, e aparece o verdadeiro self do "anónimo(a)"... Agora já não pareces tão bem diposto(a)... Até porque já percebeste que o anonimato já era. Se não querias que eu te topasse devias ter sido um bocado mais inteligente. Sabes que cruzar meia dúzia de dados não me custa mesmo nada. Quando quis saber quem és, nem me demorou quinze minutos.

Giro, giro, é agora fazeres-te de ofendido(a), depois de, de cara tapada, te divertires com o insulto, a calúnia e a lama. Nada, aliás, que me espante. Os vermes quando pisados contorcem-se, já dizia o velho Friedrich. Passar bem.

Anónimo disse...

ó andré carapinha, não é para te contrariar, mas olha que eu continuo com a disposição bem em alta.
E folgo muito em saber que em quinze minutos resolveste o mistério que tanto te atormentava. É que já estava a imaginar-te cheio de olheiras, submerso em noites de insónia, pesadelos, crises de taquicardia, telefonemas... e outros tormentos inquisitoriais.
Agora a respeito disto: "cai a máscara", "se não querias que eu te topasse", "quando quis saber quem tu és", "lama", "insulto", "calúnia", "vermes pisados" (sobretudo esta dos "vermes pisados", oh céus!) - lamento mas vou ter de te dizer: apesar do tom vagamente épico que quiseste imprimir à coisa é prosa de péssima qualidade.
Talvez devesses regressar antes à poesia! sei lá!
E para finalizar este meu momento de boa disposição, que gozar com crianças velhas e tontas às tantas torna-se demasiado fácil, regista só uma coisa: as pessoas não são aquisições.
Lembra-te sempre disso quando quiseres ser simpático com alguém. Basta que repitas de ti para ti, eu não adquiro, eu não adquiro, eu não adquiro... respira fundo agora. Vês que é fácil?
Eu sei que os esquerdalhos (estou a citar-te) têm uma certa dificuldade em lidar com certos formalismos linguísticos, mas nunca é tarde para aprender. Ah! E giro também não se recomenda.

André Carapinha disse...

Não tens mesmo noção do ridículo, pois não ex-anónimo(a)? Ainda bem que mantens nas tuas patéticas "intervenções" neste blogue o mesmo nível que denunciam certos episódios da tua vida "lá fora". Não te falte a coerência na sacanice.

Um beijinho

Anónimo disse...

andré carapinha, vês como foi fácil? quando se quer ser simpático, manda-se beijinhos e pronto.
afinal, sempre tens alguma inteligência e super-ego, ao contrário do que me tinham dito. quanto à minha vida "lá fora", oh là là! est un roman. Porém, todavia e contudo, privada.
É que, não sei se já deste por isso, mas as fases cubana e siberiana ficaram há várias décdas para trás, graças a deus.

André Carapinha disse...

É privado o que fica no domínio privado. É público o que toda a gente sabe. If you know what i mean. Notando que estou a falar para ti, e não a publicitar esses episódios. Longe de mim ser delator, esperando que no futuro sejas também capaz de entender o que isso significa.

Enfim, nada que espante, pois a delação e a calúnia anónima são filhas da mesma mãe.