domingo, 11 de abril de 2010

O apelo do padre Mário Oliveira



Roubado ao Esquerda Republicana

2 comentários:

FernandoRebelo disse...

Um grande viva ao Mário de Oliveira. Tenho,felizmente, alguns dos seus livros no espólio do meu pai. Conheço a Lixa e alguns dos que o conheceram enquanto Pároco e sei como o consideravam. É um homem bom. Não diz nada por dizer.
Corajoso. Alguém tem dúvidas? Quanto a esta vinda de Bento XVI percebi que fora a convite do Presidente de uma República laica. Não pago. Embora o PR não se encontre no poder com o meu voto, sou um cidadão e nunca me passaria pela cabeça convidar o chefe de estado do Vaticano - sob o qual impendem terríveis acusações de pedofilia, diria mais de abusos sexuais - a maio parte deles de há muitos anos. Subscrevo o apelo de Mário de Oliveira: que não venha, que não colabore nas mentiras. Em vez disso, que se assuma e reformule. E, já agora, o que dizer do Bloco Central a acolher majestaicamente o Sumo Pontífice da Canalhice Sacanice e Filhadaputisse (PS e PSD - a acolher o chefe de um Estado que nos deu o Santo Ofício/Inquisição)

Táxi Pluvioso disse...

O Papa em Portugal é fundamental para país crente, e no fim do ano, para crentes idem, a visita do presidente Báráque. Ah! como este será o ano dos lusos.