sábado, 8 de novembro de 2008

Em viagem de férias (5)

Ainda no comboio Copenhague-Malmo (Sul da Suécia). 2008

Foto Sérgio Santimano

1 comentário:

Táxi Pluvioso disse...

Dois mil e oito anos depois, não foi a estrela no céu, mas os jornais do mundo que anunciaram a boa nova.

Oh!bama é cá dos meus. É a favor da pena de morte para varrer a América dos hideous criminosos. Prometeu atacar o Paquistão, ultimamente os americanos têm matado muitos, até o seu funcionário em Cabul, Hamid Karzai, tem chiado para que não matem tantos civis. Numa guerra não há civis e Oh!bama tem que aumentar a produtividade dos aviões Predator e das tropas USA, e limpar as zonas tribais, reduzindo a população para um limite não perigoso.

Oh!bama deve aniquilar o Irão. Mas desta vez usando os embevecidos europeus. Uma vida americana é preciosa demais para ser desperdiçada em combate. Eles devem ficar na retaguarda comandando. Ele tem o carisma para conseguir dos líderes e povos europeus um apoio que, por casmurrice, não davam a Wbush. (O desiqulíbrio desta estatística é inaceitável: The British military has reported 174 deaths; Italy, 33; Ukraine, 18; Poland, 21; Bulgaria, 13; Spain, 11; Denmark, seven; El Salvador, five; Slovakia, four; Latvia, three; Estonia, Netherlands, Thailand, Romania, two each; and Australia, Hungary, Kazakhstan, South Korea uma morte cada um. E americanos morreram 4 192).

Oh!bama foi eleito para fazer aquilo que todos os presidentes USA fazem: defender os interesses americanos e israelitas. Como o dinheiro da indústria do entretenimento e do espectáculo correu para a sua campanha, ele tem que retribuir, obrigando o mundo a pagar direitos de autor pela superior cultura americana. Não se compreende que para ouvirem Madonna ou Tom Waits paguem tão pouco, e o download ilegal de produtos USA deve ser punido com penas pesadas.