sábado, 30 de outubro de 2010

Punk is not Daddy

É um título de que gosto muito. E é o mais recente filme de Edgar Pera, sobre a música moderna portuguesa, na década de 80. A não perder, para os verdadeiros melómanos. Mais informações, aqui:
http://crackinthecloud.blogspot.com/2010/10/punk-is-not-daddy-de-edgar-pera-hoje-no.html

A propósito, fui ontem ver O Filme do Desassossego, de João Botelho, baseado nos textos e excertos do Livro do Desassossego, de Bernardo Soares. Uma realização cuidada, imagens excelentes e um grande actor e amigo meu no papel do Bernardo Desassossegado, Cláudio da Silva. Fora isso, é um excelente filme que parece teatro, em que o rigor está na mais ínfima das cenas. O leque de actores é muito bom. Pela negativa, apenas Rita Blanco e Catarina Wallenstein. A primeira por fazer sempre dela própria (o que aqui choca com o ritmo e tom dos outros actores) e a segunda pela deficiente dicção e apressado ritmo do texto, embora os planos da cena principal em que participa sejam belíssimos. No entanto, um dos melhores filmes nacionais dos últimos anos, seguramente. Sobre o conceito de exibir este filme apenas em teatros, eis aqui uma pequena entrevista com o realizador.
http://dn.sapo.pt/gente/interior.aspx?content_id=1670706

E para quem tiver coragem, há o Mistérios de Lisboa, do Chileno Raúl Ruiz. Um filme de 4 horas e picos. (227 min.) Ainda não o vi, mas estou a preparar-me para a maratona! Diz quem viu que vale a pena! Eis o site: www.misteriosdelisboa.com/pt/
Boas Cinefilias!

Sem comentários: