quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Dos helicópteros no Verão

Portugal é tirado a papel químico de Bangville, na paisagem, na arquitectura dos edifícios, nas pessoas e na incisiva actuação policial. No dia 22 Agosto de 2008, entre as 20:00 e as 02:00, a PSP efectuou uma “operação especial de prevenção criminal” na Quinta do Mocho e na Quinta da Fonte. As rusgas são normais nestas quintas mas a novidade da noite foi o helicóptero. Os polícias aprenderam um termo solene, chamam-lhe “meio aéreo”. Voou os céus, de um lado para o outro, com um foco para “dar projecção de visibilidade maior” aos “possíveis alvos infractores” que se acoitavam na escuridão. Foi uma “mais valia para a operação”, pois a iluminação pública, deixa muitos hiatos para perpetrar crimes. A PSP “considera um excelente resultado”, para além da sacramental cocaína / heroína / haxixe, foram apreendidas 8 armas, 9 carros, 2 armas brancas, bastões e gorros. Efectuaram 32 detenções e interpelaram 958 suspeitos de crime.
(extracto de Bangville)
Táxi Pluvioso

3 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Eh pá o texto ficou duplicado. Até que não fica mal, pois os Média conscientes têm ordem para evidenciar o bom trabalho das forças da ordem. E vão repetir os sucessos muitas vezes, para que o sentimento de segurança regresse.

Armando Rocheteau disse...

Só reparei agora.

Táxi Pluvioso disse...

Bangville é um filme de Mack Sennett, uma cidade tal e qual Lisboa, Porto, Coimbra, mas não tanto como a Geórgia, onde as mulheres usam aqueles vestidos, tipo bata azul escuro, com bainha branca fina e motivos florais. E ostentam orgulhosas barba e bigode tal como as nossas. Devíamos ter mandado tropas para lutar contra os exércitos do czar, são quase portugueses que ali estão. Esteticamente são portugueses. Portugueses de além... ... terra.

Sou capaz de apostar que FAR está por detrás desta canção. Não é pelo grupo ser do Alasca e se chamar "Portugal. The Man". É mesmo pelo título da canção.