quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Adeus professor, e que nunca venha para o Benfica



Vai-se o professor com dois anos de atraso, depois de conseguir destruir o trabalho de anos e baixar o nível de resultados da selecção nacional ao pré-96. O mais curioso é que, demitido assim, vítima anunciada de uma "conspiração" para o derrubar, a eterna fénix do futebol português mais uma vez vai conseguir sair por cima, culpando terceiros pelos seus constantes fracassos, seja a "porcaria", o "polvo", "presidentes incompetentes", "balneários de vedetas", ou, mais prosaicamente, "o azar". Dele é que a culpa nunca é, e assim ainda o veremos a dar cabo de mais um clube ou selecção neste futuro mais ou menos próximo. No Benfica é que não, vade retro!

2 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

O Paulo Bento mais o PP Coelho e Portugal regressa ao tempo mítico das vitórias.

Mais uma derrota ontem, não sei não, se Vieira não terá de chamá-lo.

tugulês disse...

Venha quem vier, os resultados serão os mesmos. Porquê? Porque toda a gente culpa este e aquele, isto e aquilo, e, afinal, o problema está no balneário. Estrelas e vaidosos a mais, mas de "sangue, suor e lágrimas" nem um cheirinho. Vão trabalhar, malandros!!!