domingo, 5 de setembro de 2010

No Princípio Era o Som

A Música, ou aquilo de que é feita, o Som, é algo exterior ao Homem. Não é algo que saia de dentro dele, mas algo que entra dentro dele. No princípio não era o Verbo, era o Som. O Homem não teve que inventar o Som. Ele já existia milhares de anos antes de aparecer o Homem a querer ordená-lo. Existia nos relâmpagos a rasgar os céus, na água dos rios a correr, no vento a assobiar nas copas das árvores, na terra a ser sacudida pelas deslocações das placas tectónicas. A Música não deve a sua origem unicamente ao Homem. Deve-a também à Natureza, tal como o Homem lhe deve a sua. O Som é mais velho que o Homem, tão velho quanto o Universo, e nunca irá desaparecer. Ou pelo menos será a última coisa a desaparecer. A Música é a Arte Suprema. Todas as outras nobres artes são artes menores. O Homem mergulha nos livros e nos filmes, mas a Música mergulha dentro dele.

3 comentários:

Anónimo disse...

estás passado dos carretos, ó meu

André Carapinha disse...

E está passado porquê, ó meu?

Antonio Bizarro disse...

Caro anónimo, os seus pais eram assim tão pobres que não puderam dar-lhe um nome?