sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Homens...é.

Homens...só têm de ser homens. E desta vez na língua que sai da nossa língua.

Por Manu Chao;

2 comentários:

André Carapinha disse...

Uma altura da minha vida houve em que ouvi esse álbum do Manu Chao quase obsessivamente.

Sofia Aguarela disse...

Também me aconteceu. Acho que quando nos bate, bate forte e fundo. Mas este senhor...este senhor é realmente intemporal...