quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A greve, a ocupação e os serviços mínimos

Foto roubada ao Spectrum
À manifestação de ontem, que no decurso da dita apelidei de "serviços mínimos da luta anti-capitalista", sucedeu, surpreendentemente, uma acção de luta que aprecio, apoio incondicionalmente, e que espero que tenha sucesso: uma nova ocupação em Lisboa, a segunda em poucos meses, desta vez na Rua de São Lázaro, 94. A coisa envolve distribuição gratuita de sopas, e uma rádio pirata disponível em 108.0 fm. Já se sabe que a mobilização nos primeiros dias é essencial, pelo que se apela à presença de todos no local.
No Spectrum encontram o essencial tanto sobre esta ocupação como sobre a manifestação. Da minha parte o tempo é neste momento muito escasso, pelo que este blogue também está mais ou menos a cumprir os serviços mínimos.

1 comentário:

Táxi Pluvioso disse...

Ocupações? e o capitalismo permite isso? ainda por cima nós, o Povo mais avançado da Terra, que deu mundos ao mundo, e Camões ao povo, que temos aqueles carros blindados para estas ocasiões? isso vai acabar mal.