quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Do correio dos leitores (que os temos)

Caro Homónimo
Permita-me Vossa Excelência a familiaridade, mas é precisamente a coincidência baptismal que me traz. Amigo de longa data fez-me notar que o blogue que Vossa Excelência administra (dizem-me que magnanimemente), vem publicitando, de há uns tempos a esta parte, uma série de músicas encabeçadas pelo meu nome. Fui ver, imitando Gil, e confesso que aqui na ilha, onde vivo em reclusão voluntária, têm-se servido as referidas de agradável companhia. Embora desconhecendo a razão de ser de tais postes nuncupatórios, o que me surpreendeu mesmo – resultado, suponho, de alguma confusão de identidades –, foram os comentários apensados. Queria, assim, esclarecer Vossa Excelência e os autores de tão bizarras apostilas que:
1. Não sou proprietário de quaisquer canários
2. Nunca ninguém me ficou com o faqueiro
3. Sou reformado da Marinha e jamais exerci a profissão de professor
Posto isto, acrescento que a gota de água (que me decidiu a dirigir-lhe esta carta) transbordou perante as últimas referências a coalas e cangurus, marsupiais que nunca avistei pelo Pico, nem sequer no continente.
Em jeito de compensação pelo tempo que lhe terei tomado, junto vídeo musical que ilustra bem as belezas açorianas, ainda que a minha amada ilha nele não apareça.
Sempre a considerá-lo
Armando Acúleo (Armandinho do Pico, prós amigos)

3 comentários:

FÁTILÓ disse...

QUANDO VIVI NOS AÇORES TIVE UM COALA DE ESTIMAÇÃO, CHAMAVA-SE ARMANDINHO E TINHA VINDO DA AUSTRÁLIA TRAZIDO POR UM TIO QUE TRABALHAVA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. JÁ MORREU. O COALA E O TIO TAMBÉM NÃO ANDA COM BOA CARA.

armandinho do pico disse...

FÁTILÓ, as minhas condolências pelo coala e as melhoras do tio. E que pena não a ter conhecido durante a sua estadia nas ilhas. Quem sabe, um dia...

Cindinha disse...

Ola Armando:
Mais uma vez cheguei de uma viagem de negocios mas com uma vantagem .... aproveitei e tirei uns dias de lazer em Monte Carlo num dos meus hoteis preferidos -- Hotel de Paris. Ja estivestes la? Como sempre, a primeira coisa que faço quando regresso a casa e ver o teu Blog. Como fico triste quando vejo que continuas a ser o alvo de todos aqueles que nao tem a dignidade de se identificarem. Um grande beijo, Cindinha