segunda-feira, 30 de julho de 2007

Outra vez...

Nos teus olhos nasce o dia...
A tua gargalhada
é um prenúncio de alegria...
Teus lábios aonde começa a alvorada...

Há olhos e lábios onde me apetece morar,
onde me dá vontade de ficar...

Mão quente, macia...
A tua mão a tocar na minha.

Os teus olhos cheios de um sol que nos convida
O meu desejo de neles pousar um beijo...

Imagino
a manhã a romper na luz bonita e brilhante dos teus olhos
abrir meus olhos ao lado da tua gargalhada

Imagino tudo ainda por descobrir...

Sem comentários: