sábado, 21 de julho de 2007

Mistérios

Quanto mistério na semente
Que ergue ao sol o pulmão de uma folha;
Quanto mistério em mim, que a vejo;
E quanto, quanto mais mistério em mim,
Que vejo nisto um mistério!

Reinaldo Ferreira

Sem comentários: