segunda-feira, 23 de abril de 2007

MARGINAL

Vivo nas margens,
sou marginal.
Fumo droga e bebo alcoól,
sou doutro mundo.
Diferente dos outros,
sou p'ra maltratar.
Pensar sério não dá,
bato no fundo.
Que fumam os outros?
Que bebem os outros?
Despreocupa-me o que fazem,
o que pensam os outros!

JOÃO AUTOR

1 comentário:

zemari@ disse...

A Madame precisa de um poeta assim que lhe cante as qualidades e estripe os defeitos do tal meia-leca Sarkosy para chegar ao possível triunvirato (Ségolène, Merkel e Hillary).

É claro que também era uma boa ajuda os seus copains socialistas deixarem de lhe pregar tantas rasteiras por dia como o Anderson ou o Petit num só jogo.

Ça ira! Ça ira! Ça ira!!!